jornal do mazza

23ª Semana Mazzaropi




Semana Mazzaropi começa nesta segunda com visitas de escolas ao Museu Mazzaropi, sessão de cinema e uma ação para recolher depoimentos nas ruas sobre o ator

Sob o tema “Meu público é o Brasil”, programação marca os 104 anos de nascimento de Amácio Mazzaropi.

Começa nesta segunda, dia 4 de abril, e vai até o dia 10, mais uma Semana Mazzaropi. Organizada pelo Instituto Mazzaropi e em parceria com a Câmara Municipal de Taubaté, a programação vai marcar os 104 anos de nascimento do ator e cineasta Amacio Mazzaropi. Ao longo de toda a semana, o Museu Mazzaropi vai abrir as portas para os estudantes da rede municipal de Taubaté, uma sessão solene vai celebrar o aniversário de nascimento do ator, e ainda uma equipe da TV Unitau vai colher depoimentos dos fãs dos filmes do ator na Praça Dom Epaminondas, no centro da cidade, procurando registrar as “lembranças de Mazzaropi” que cada uma delas carrega. No dia 9, sábado, dia que celebramos a data de nascimento do ator, haverá exibição do filme “Zé do Periquito” no Moviecom, do Taubaté Shopping, às 10h.

A proposta da Semana Mazzaropi, todos os anos, é homenagear este comediante nato, desde criança. Ele começou a carreira no circo, contrariando a vontade dos pais, foi para o teatro, rádio, televisão e se consagrou no cinema. Ao longo de quase 30 anos, fez um filme por ano, grande parte cuidando de todas as etapas do processo, da elaboração do roteiro à produção, incluindo, claro, o ator principal. Mazzaropi morreu em 1981.

Para Pamela Botelho, coordenadora do Museu Mazzaropi, o aniversário de nascimento é uma boa oportunidade para revermos os filmes e repensarmos a trajetória do imortal Jeca do cinema nacional. “O tema da exposição nos lembra que “de vítima de opressão dos poderosos, ele vira herói, e o público se diverte com as histórias engraçadas, sempre em busca da felicidade”, resume Pamela.