jornal do mazza

24ª Semana Mazzaropi




24ª Semana Mazzaropi, em homenagem ao artista, contará com intensa programação cultural

De 2 a 9 de abril nas cidades de São Paulo e Taubaté

 

A 24ª edição da Semana Mazzaropi, marcada para o período de 2 a 9 de abril, contará com uma intensa programação de atividades e eventos culturais. Espaços como o Museu Mazzaropi, em Taubaté, e o Caixa Belas Artes, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc e o Centro de Memória do Circo, todos na capital paulista, receberão espetáculos, palestras e exibição de filmes que, de alguma maneira, reacendem a memória de Amácio Mazzaropi, artista que marcou o cinema nacional.

Em Taubaté, cidade que o cineasta escolheu para viver e produzir suas obras, o Sesc (Av. Eng. Milton de Alvarenga Peixoto, 1264 – Barranco) apresentará os espetáculos circenses E Tome Palhaço, com Clerouak e Maria Lulu, Projeto Fusões, focado na arte dos malabares, e Na Roda Com Sanduba, com Duba Becker. As apresentações são gratuitas e acontecem nos dias 2, 7 e 9 de abril, respectivamente. O espaço também exibe o documentário Circo é… Circo no dia 9 de abril, às 15 horas.

Também será realizada a palestra “Mazzaropi, o Brasil e o Vale” com o Prof. Dr. Carlos Roberto Rodrigues, especializado em cultura regional, além de visitas especiais ao Museu Mazzaropi (Estrada Municipal Amácio Mazzaropi, 249 – Itaim) para escolas e grupos. O Museu, que fica na propriedade onde funcionavam os estúdios do artista, possui uma exposição interativa de longa duração, além de mais de 20 mil itens sobre sua vida e obra, como fotos, documentos, filmes, objetos cênicos, móveis e equipamentos.

Na capital paulista, igualmente estão programadas diversas atrações. Destaque para um show de variedades no Armazém da Cidade (Rua Medeiros de Albuquerque, 270 – Pinheiros), que contará com números circenses como malabarismo e equilibrismo e com apresentações dos músicos Alvimar e Zé Trabuco, do malabarista Lumineiro Salve Salva, do equilibrista Jan Leca e dos palhaços da Trupe Irmãos Atada, entre outros artistas.

Também haverá ações no Museu da Imigração (Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca) e no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc (Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista). No primeiro acontecerá a exibição do filme “O Puritano da Rua Augusta” no dia 8, às 14h30, seguida por uma roda de conversa sobre temas como a imigração italiana, a construção da identidade caipira, o êxodo rural, a modernização de São Paulo na metade do século XX e o cinema brasileiro. E no segundo local está previsto um encontro no dia 6, às 19h, que discutirá a influência da tradição do cômico caipira em Amácio Mazzaropi e sua proveitosa passagem pelos picadeiros.

Já o Centro de Memória do Circo, na Galeria Olido (Av. São João, 473 – Centro), exibirá a comédia “Crime da Cabra”, de 2016, que faz uma homenagem ao circo e a Mazzaropi, com direito a um bate-papo com Ariane Porto, diretora do filme, e com Walter de Souza Junior, Professor Doutor pela ECA/USP e autor da tese “Mixórdia no picadeiro: circo, circo-teatro e circularidade cultural na São Paulo das décadas de 1930 a 1970”. Para completar, o conjunto Caixa Belas Artes (Rua da Consolação, 2.423 – Consolação) promove a exibição dos filmes “O Corintiano” (1966) e “Zé do Periquito” (1960) nos dias 8 e 9 de abril, respectivamente, em horários a serem confirmados.

 

Idealizada pelo Instituto Mazzaropi, a Semana apresenta o tema “Mazzaropi, o Brasil e a Felicidade” e visa preservar a memória, o legado e a extensa lista de trabalhos de Amácio Mazzaropi, grande ator e cineasta que imortalizou o personagem Jeca Tatu.