jornal do mazza

Filmes com Tonico Pereira, Osmar Prado, Jáli Kiárti e Chay Suede são premiados na 1ª edição do Festival Curta Mazzaropi




Mostra competitiva ocorreu entre os dias 5 e 7 de abril no Museu Mazzaropi, em Taubaté

Três dias de programação intensa e exibição de curtas em homenagem a Amácio Mazzaropi, que completaria 107 anos em 2019, marcaram a primeira edição do Festival Curta Mazzaropi, entre os dias 5 e 7 de abril, no Museu Mazzaropi, em Taubaté (SP). Durante o evento, que foi um sucesso e atraiu mais de mil pessoas, 12 produções foram selecionadas para a final, sendo quatro premiadas com o desejado troféu Mazzaropi. O divertido “O Embrolho”, protagonizado por Tonico Pereira e com trilha de Chay Suede, foi eleito o melhor filme pelo júri popular, além de vencer também na categoria direção, com Roobertchay Rocha. Já o drama goiano “Solo”, dirigido por Alailson Bernardo, e que aborda questões como bullying, foi a escolha do júri técnico.

Osmar Prado foi apontado como o melhor ator pela atuação em “Um Café e Quatro Segundos”, de Cristiano Requião, enquanto o prêmio de melhor atriz ficou com Jáli Kiárit, de “Amor Artesanal”, uma coprodução São Paulo e Taubaté, rodada na cidade de Tremembé (SP) e de autoria de Lucci Antunes.

Arthur Ribeiro, Mantenedor do Instituto Mazzaropi, faz um balanço positivo da primeira edição do festival: “Para além das atividades e exibições que atraíram muitos fãs de Amácio Mazzaropi, nosso objetivo de apresentar o trabalho dele para as novas gerações e reverenciar sua importância para a cultura nacional foi alcançado. Esperamos atrair ainda mais pessoas nas próximas edições”, afirma.

Atualmente, o Museu Mazzaropi é mantido pelo Instituto Mazzaropi. Mais informações podem ser obtidas no telefone (12) 3634.3447, site www.museumazzaropi.org.br e e.mail [email protected].